Dias úteis: 09h às 20h | Sábados: 10h às 18h 913 400 204 geral@recriarsentidos.pt

O seu filho anda agitado ou desatento? Evita o contacto social? Sabia que estes sinais podem ser alerta para possíveis alterações de comportamento? Sabe quais são as alterações comportamentais mais comuns em crianças e adolescentes?

Alterações comportamentais em crianças e adolescentes: as 7 mais frequentes

Com o dia a dia cheio de tarefas e stressante muitas vezes não entendemos os comportamentos dos nossos filhos. Mas, o desconhecimento sobre o que está na origem das alterações de comportamento leva a que fiquemos frustrados. Por isso, muitas vezes não conseguimos ajudar assertivamente os que mais gostamos! Para o ajudar a conhecer melhor as suas crianças vamos lhe apresentar as 7 alterações de comportamento mais frequentes nas crianças dos 7 aos 15 anos.

Alterações de comportamento em crianças e adolescentes

O comportamento das crianças e adolescentes varia de indivíduo para indivíduo, no entanto, um distúrbio só poderá ser diagnosticado perante a presença de determinados sinais e sintomas. Em primeiro lugar, saiba que a ansiedade, bullying, hiperatividade e défice de atenção, pânico, perturbações do comportamento alimentar, perturbação desafiante de oposição, uso excessivo da internet, televisão e telemóvel são sete alterações comportamentais frequentes.

1.Ansiedade Generalizada 

O seu filho anda constantemente preocupado?

A maioria das crianças consegue lidar com as preocupações do dia a dia sem se sentirem particularmente angustiadas. Assim, habitualmente conseguem colocar de parte as suas preocupações enquanto fazem os TPC ou enquanto brincam com os amigos. Mas, há crianças que se sentem nervosas e preocupadas de forma muito profunda e difícil de ignorar. Logo, para uma criança com ansiedade generalizada, a própria ideia de ter um novo dia pela frente pode ser assustadora.

2.Bullying

Atualmente, muito se fala desta problemática, mas nem sempre conseguimos identificar se o osso filho esta a sofrer deste flagelo. Fique atendo se:

O seu filho recusa-se em ir à escola? Chega magoado a casa?

O bullying é uma forma de violência contínua que acontece entre colegas da mesma turma, da mesma escola ou entre pessoas que tenham alguma característica em comum (uma idade aproximada, estudarem e/ou fazerem atividades no mesmo sítio). Segundo vários estudos e infelizmente, há cada vez mais crianças a sofrerem desses atos violentos, repetidos e intencionais.

Sinais e sintomas de Bullying:

  • Recusa em ir à escola
  • Tristeza e ansiedade
  • Pesadelos frequentes
  • Batimento cardíaco acelerado
  • Perda de apetite
  • Pânico ao usar a internet ou o telemóvel
  • Diminuição do rendimento escolar
  • Criança que chega a casa arranhada, com a roupa rasgada ou com falta de pertences
  • Isolamento

3. Hiperatividade e Défice de Atenção

O seu filho anda permanentemente agitado e/ou desatento?

A Hiperatividade e Défice de Atenção (PHDA) é uma perturbação neurocomportamental que aparece geralmente na primeira infância e que se caracteriza por um excesso de atividade motora, impulsividade, acompanhado de dificuldades de atenção. Contudo, esta perturbação pode apresentar-se com variantes e os seus sintomas são valorizados quando causam impacto ou um prejuízo na aprendizagem escolar e no desenvolvimento sócio-afetivo.

Sinais e Sintomas de Hiperatividade:

  • Dificuldade em concentrar-se num só estímulo
  • Dificuldade em prestar atenção a detalhes
  • Frequentes momentos em que a criança parece não ouvir ninguém mesmo quando dirigido a si
  • Frequentes esquecimentos no dia-a-dia
  • Frequentes momentos em que a criança não acompanha instruções
  • Distração fácil com objetos alheios à tarefa
  • Atividades longas e complexas tornam-se rapidamente desmotivantes
  • Dificuldade para organizar as tarefas ou o trabalho
  • Dificuldade para manter uma estrutura ou rotina
  • Dificuldade em permanecer sentado por muito tempo
  • Movimentos de mãos e pernas excessivos em situações inadequadas
  • Frequentes movimentos de corre ou sobe em locais inapropriados
  • Impulsividade
  • Dificuldade em esperar pela sua vez
  • Frequentes intrometimentos ou interrupções nos assuntos dos outros
  • Recusa por tarefas que exigem esforço cognitivo continuado

4. Pânico

Sente que o seu filho tem um medo que o “paralisa”?

Em primeiro lugar, é importante saber que quando uma criança tem um ataque de pânico, a ansiedade é tão forte que parece apoderar-se de todo o seu corpo. Assim sendo, a criança pode sentir dificuldades em respirar, o coração a bater muito depressa e dificuldade em compreender tudo aquilo que sente no momento. Contudo, apesar destas sensações não durarem muito tempo, podem ser verdadeiramente assustadoras.

5. Perturbações de comportamento alimentar

Perturbação de Ingestão Alimentar Evitante/Restritiva

A principal característica desta perturbação é o evitamento ou restrição da ingestão de alimentos, manifestada pela incapacidade de atingir as necessidades nutricionais ou pela ingestão insuficiente de calorias.

Portanto, os sintomas da perturbação de Ingestão Alimentar Evitante/Restritiva envolvem:

  • Perda de peso significativa
  • Deficiência nutricional
  • Dependência de alimentação entérica ou de suplementos nutricionais orais
  • Interferência com o funcionamento psicossocial

Anorexia Nervosa

As crianças e adolescentes podem apresentar um medo intenso e persistente em ganhar peso ou engordar, desenvolvendo várias estratégias para evitar o ganho de peso. Portanto, são sintomas da Anorexia na infância e adolescência os seguintes:

  • Recusa alimentar constante ou em determinadas horas do dia
  • Fazer jejuns prolongados
  • Ansiedade
  • Tristeza e desinteresse
  • Fraqueza
  • Perceção errada do corpo (acha-se gordo/a, mesmo sendo magro/a)
  • Mudanças de humor com predomínio de irritabilidade 
  • Isolamento social

Bulimia Nervosa

A bulimia nervosa é um distúrbio alimentar grave que se caracteriza pela ingestão de grandes quantidades de comida, seguidas da indução do vómito. Logo, são sintomas de bulimia na infância e adolescência os seguintes:

  • Indução de vómito
  • Jejum
  • Interesse desmesurado por temas de alimentação e conteúdo calórico dos alimentos
  • Desenvolvimento de rituais à volta de alimentos e refeições
  • Excessiva preocupação com o peso
  • Recusa de determinados grupos de alimentos
  • Prática excessiva de exercício
  • Consumo injustificado de laxantes e diuréticos
  • Abandono de atividades e/ou de amigos

6. Perturbação desafiante de oposição

O seu filho está permanentemente a desafia-lo? É desobediente e hostil?  

A Perturbação Desafiante de Oposição é caracterizada por um padrão persistente de desafio, desobediência e hostilidade para com as figuras de autoridade. Habitualmente, as crianças mais pequenas com esta perturbação demonstram altos níveis de intolerância à frustração. Para além disso, têm dificuldade em adiar a gratificação e perdem facilmente o controlo. Por outro lado, as crianças mais velhas respondem aos pais, revelam problemas de comportamento passivo-agressivo. Logo, são frequentemente descritas como susceptíveis, teimosas e propensas a discussões.

7. Uso excessivo da internet, televisão e telemóvel

A internet, televisão e telemóvel, não provocam por si só comportamentos agressivos. Contudo, determinados programas, vídeos, palavrões e cenas de violência podem contribuir negativamente para o desenvolvimento das crianças e adolescentes. Portanto, a exposição exagerada afeta a capacidade de concentração das crianças e adolescentes e o risco aumenta para aquelas que passam três ou mais horas diante da televisão, ao computador e com o telemóvel. Consequentemente, o uso abusivo destes meios pode levar ao isolamento social e a comportamentos de risco.

Como pode ajudar o seu filho com alterações de comportamento?

Ser mãe /pai não é tarefa fácil e nem sempre conseguimos ter sempre a resposta certa. É preciso, sobretudo, calma, empatia, é preciso ficar alerta aos sintomas que o seu filho apresenta. E, depois tentar ajudá-lo! Mas, se não consegui fazê-lo sozinho recorra a um profissional, psicólogo. Não está sozinho nesta causa. 

Se precisar de esclarecimentos ou mesmo uma consulta de avaliação psicológica estamos disponíveis para a/o ajudar!