Dias úteis: 09h às 20h | Sábados: 10h às 18h 913 400 204 geral@recriarsentidos.pt

Certamente, já se questionou sobre o que realmente é a dislexia. A dislexia é uma disfunção neurológica, que se manifesta ao nível da dificuldade de aprendizagem da leitura. Neste artigo, iremos dar-lhe a conhecer mais sobre esta perturbação e sobre os sinais característicos de acordo com a idade e etapa de desenvolvimento em que é diagnosticada. 

 

O que é a dislexia? 

A dislexia é uma disfunção neurológica, que se manifesta ao nível da dificuldade de aprendizagem da leitura, em pessoas com inteligência normal ou acima da média, com origem genética.

Assim sendo, trata-se de uma perturbação específica da aprendizagem, que se caracteriza pela dificuldade na correção e/ou fluência na leitura de palavras.

É provavelmente a causa mais frequente de baixo rendimento e insucesso escolar e afeta várias faixas etárias, desde a pré-escola até ao ensino universitário. Na maioria dos casos,  não é devidamente identificada, nem corretamente tratada. É portanto, importante para pais e educadores reconhecer os sinais da dislexia.

 

Quais os sinais da dislexia? 

Em primeiro lugar, devemos reconhecer que os sinais da dislexia, variam de acordo com a idade e etapa de desenvolvimento em que é diagnosticada. Portanto, se a criança tem um ou dois sinais, isso não significa que tem dislexia. No entanto, ter vários dos sinais pode significar que a criança deve ser avaliada por um profissional especializado.

Após o reconhecimento sobre o que é a dislexia, iremos focar-nos nos diferentes sinais que variam de acordo com o anteriormente descrito. 

Começaremos pelas situações de dislexia na idade pré-escolar até à idade em que os jovens já estão na faculdade. Conheça-os para que mais facilmente possa reconhecer a potencial existência desta perturbação. 

 

Quais os sinais da dislexia na pré-escola?

  • Atraso no desenvolvimento da linguagem: as crianças disléxicas adquirem a fala mais tarde do que o suposto para a sua idade
  • Presença de dificuldade em pronunciar determinados sons/fonemas;  linguagem “abebezada” para além do tem considerado normal
  • Problemas na aprendizagem de rimas, falta de interesse em lenga-lengas
  • Dificuldade em memorizar e acompanhar canções infantis e lembrar o nome das letras
  • Dificuldade em aprender o alfabeto, números, dias da semana, cores, formas
  • Dificuldade na escrita do seu nome
  • Dificuldade em separar sons em palavras e misturar sons para fazer palavras

 

Quais os sinais da dislexia do Jardim de infância até ao 4º ano?

  • Dificuldade em entender que as palavras podem ser divididas em partes
  • Dificuldade em associar letras e sons
  • Dificuldade em ler palavras simples, pseudopalavras, palavras irregulares, entre outras
  • Dificuldade na leitura e escrita: lentidão na aprendizagem e na memorização das letras; dificuldade na automatização dos processos de leitura e escrita
  • Alterações na velocidade da leitura: a velocidade na leitura encontra-se significativamente abaixo do esperado para a idade
  • Dificuldade na compreensão ou interpretação de textos devido ao baixo desempenho na leitura, mas normal interpretação quando o texto é lido por outros

 

Quais os sinais da dislexia no ensino básico?

  • Discurso pouco fluente (pausas ou hesitações frequentes)
  • Na escrita surgem muitos erros ortográficos (trocas fonológicas ou lexicais) em todo o tipo de palavras (quanto à regularidade e frequência)
  • Dificuldade em encontrar as palavras corretas e confusão com as que têm sonoridade semelhante
  • Problemas em lembrar datas, nomes, números de telefone.
  • Dificuldades em terminar os testes nos tempos estabelecidos: fraco desempenho em testes de escolha múltipla; leitura lenta.
  • Demoram demasiado tempo na realização dos trabalhos de casa.

 

Quais os sinais da dislexia no ensino secundário e faculdade?

  • Ler muito lentamente e com muitas imprecisões
  • Continuar a soletrar incorretamente
  • Procrastinar em tarefas de leitura e escrita
  • Dificuldade em fazer resumos para as aulas
  • Trabalhar intensamente e com dificuldade em tarefas que envolvem a leitura e escrita
  • Problemas em memorizar e processar informações verbais
  • Entre outros sinais que são transversais a todas as fases do desenvolvimento.

Por último, após o reconhecimento sobre o que é a dislexia e dos seus sinais de acordo com a idade, é importante saber como os pais podem ajudar se suspeitarem de uma situação de dislexia. 

 

O que os pais podem fazer se suspeitarem de dislexia?

Naturalmente, os pais devem estar atentos ao desenvolvimento da criança. Logo, se notarem qualquer dificuldade, devem procurar orientação de profissionais especializados. Dessa forma, poderá ser efetuado o diagnóstico e o tratamento da dislexia com êxito, pois esta situação exige intervenção de uma equipa multidisciplinar, que envolve o psicólogo e o terapeuta da fala.

Assim sendo, quanto mais precoce o diagnóstico, mais rápido a criança poderá contar com ajuda de profissionais adequados.  Portanto, com esta intervenção irão conseguir evitar problemas decorrentes futuros que habitualmente atingem a auto-estima.

A dislexia não tem que ser uma sentença para o insucesso, muito pelo contrário. As crianças e adultos disléxicos podem-se tornar ávidos e entusiastas leitores quando lhes são dadas as ferramentas de aprendizagem que se encaixam no seu estilo de aprendizagem criativa.

Logo, é fundamental que os pais, professores e sobretudo a criança entendam a natureza do problema. Só assim a criança pode desenvolver uma opinião positiva sobre ela própria.

Assim sendo, é útil que os familiares e educadores não subestimem a criança, nem reduzam as suas expectativas.

Deixem que as suas habilidades e não as suas dificuldades a definam como pessoa.

Portanto, o apoio de psicólogos é essencial! A psicoterapia ajudará o seu filho a ter uma melhor adaptação à dislexia e mais qualidade de vida.

Se tiver dúvidas ou quiser saber mais pode contactar-nos através do 913 400 204 ou geral@recriarsentidos.com. Temos uma equipa de psicólogos capazes de contribuir para um futuro melhor!